sábado, 25 de outubro de 2014

MUNIQUE NA OKTOBERFEST - POR QUE NÃO??

MUNIQUE -  PROST!!! PROST!!! MIL PROSTS PARA ESSA CIDADE ALTO ASTRAL!!


Se vc quer conhecer a Alemanha, recomendaria, sem sombra de dúvidas, começar por Munique, até antes de conhecer Berlim. 

Quer saber o porquê? ok. "Embarque" no post e tire suas próprias conclusões!

Claro que Berlim tem seus muitos encantos e não deve ser dispensada. Mas, sinceramente, acho que a bela capital é muito mais marcada pela história recente de união das Alemanhas (queda do muro, museus de guerra etc. ) do que propriamente pela verdadeira tradição alemã.


Já Munique....ah Munique é muito mais diversão! Munique é pura tradição alemã!
Vc se sente "bávaro" em cada esquina, em cada parque da cidade, em cada monumento...no suntuoso Allianz Arena... e nos "bier gartens"...ah, nos bier gartens vc simplesmente vira "pinto no lixo"...


Esses "bier gartens" que, ao pé da letra, seriam "jardins da cerveja" representam a tradução mais pura do estilo de vida dos alemães. É a praia dos caras!!! O bar da esquina, o boteco dos cariocas! O local preferido onde eles se reúnem, se divertem, conversam, riem, cantam e comem...comem....comem....e bebem...bebem.....bebem...kkkk. Tudo no maior alto astral!!



Também pudera, na minha modesta opinião, os caras fabricam, inegavelmente, a melhor "cerva" do mundo!!! Verdade, não sou um manguaceiro clássico...kkk, mas gosto muito de experimentar. Portanto acho que tenho alguma condição para avaliar e opinar! E lhes digo sem medo de exagerar: essa tal de Bavária é o paraíso da fabricação das cervejas!! Os caras têm história de cervejeiros e eu respeito muito isso! A leveza do sabor das cervejas e a combinação perfeita com os acompanhamentos (quitutes salgados) fazem vc imergir, com extremo prazer, no lado gastronômico do turismo.


E haja cerveja!! Os caras bebem muito!!! E para compor os tais acompanhamentos, haja pretzels gigantes, pães saborosos, batatas de todos os tipos, saladas diversas (geralmente baseadas em repolho), galetos gigantes e carnes diversas baseadas em porco. Aliás, cheguei a ficar com pena dos porquinhos na Alemanha. Os bichanos devem ter vida difícil. As deliciosas linguiças e os cortes variados das carnes de porco me levaram a ter uma leve crise de consciência (passou rápido, é verdade!!kkk) quanto à vida curta daquela espécie em terras germânicas.


Enfim, come-se e bebe-se muito bem em Munique e de forma muito descontraída, num clima para lá de agradável!!!

Acho que não é a toa que o melhor time de futebol do país (Bayern de Munique) é originário da cidade e que a maior festa do país (OKTOBERFEST) ocorra por aquelas bandas todo ano e irradie alegria para toda a Alemanha.


E por falar em festa, relembro a pergunta que é tema do post: será que conhecer Munique durante a Oktoberfest é roubada? Será?


Antes de responder, queria compartilhar o que achei da festa.

Não sei bem o porquê, mas, no meu imaginário, acostumei a associar a ideia de Oktoberfest a cidadãos bem comportados (?!!), do sul de Santa Catarina (Blumenau), dançando alegremente ao som de músicas típicas alemãs.


Nunca fui à Oktoberfest no Brasil, mas a imagem mais forte que vinha a minha cabeça era mais ou menos assim: aquelas senhorinhas rechonchudas, loirinhas, olhos claros, de bochechas rosadas, dançando com seus pares barrigudinhos, bigodudos, todos vestidos no melhor estilo da tradição alemã.

Sim, é claro que também imaginei muita cerveja rolando, guloseimas, azaração etc. Uma festa legal, cheia de gente bonita, porém meio que comedida comparada, por exemplo, com o Carnaval do RJ ou da Bahia. Vou logo enfatizando novamente que, por nunca ter ido, isso ERA apenas o que eu imaginava. 


Entretanto, o curioso é que, apesar de já terem me dito que eu estava redondamente enganado, jamais poderia imaginar que na Oktoberfest alemã original de Munique fosse algo muito diferente disso.


Cara, como eu estava enganado!!
A Oktoberfest na Alemanha é sinônimo de MUITA, mas MUITA festa, com um conceito de comportamento bem distinto do que eu pensava. Agora, não tenho dúvidas que no Brasil também não deve ser diferente!


Em poucas palavras, a Oktoberfest é uma gigantesca "quermesse". Um parque de diversões bem folclórico, gincanão mesmo, onde os aparentemente sisudos alemães (e alguns milhares de turistas) "soltam a franga", graças principalmente à ingestão de doses generosas de álcool.


A “sisudice” vai embora já no metrô indo para a festa ou nos bier gartens que se espalham pela cidade. Eu diria até que não existe "sisudice" nenhuma! Os alemães são, em geral, muito simpáticos, solícitos e, nesta época parecem estar mais amáveis ainda.


As pessoas respeitam e valorizam muito as tradições e o clima festivo. Eles não deixam que nada atrapalhe esse clima! Os caras parecem estar vestidos a caráter até para ir para o trabalho. Muito engraçado e, ao mesmo tempo, admirável como se orgulham das tradições!! Confesso que acho as roupas masculinas bem ridículas, mas quem sou eu para julgar...tradição é tradição!!!


E a festa segue com um tal de gente bebendo baldes de cerveja (vc entendeu bem...os canecos são de 1 L!!), comendo quilos de frango, linguiças de mil tipos, espetos de peixe, doces de pão de mel em formas de coração, amêndoas achocolatadas e açucaradas ao extremo, pretzels e pães gigantes....Tudo em grande quantidade!

Aí, para energizar a galera, colocam trocentos brinquedos irados e radicais num imenso parque de diversões que é montado especialmente para festa e cujo tamanho e “agressividade” dos brinquedos fazem inveja facilmente a qualquer Busch Gardens ou Six Flags Magic Mountain. Para os mais "moderados", existem ainda outros brinquedos, estilo saudoso Tivoli parque (xi, entreguei minha idade...kkk), e muitos brinquedinhos estilo gincana ou festa junina do interior. A garotada e os coroas "gatosos" metidos a jovem fazem a festa!! kkkk


E para fechar o ambiente com chave de ouro, eles lotam a área (que é enorme e maior que qualquer parque da Disney!!) com vários galpões (muitos galpões!!!). Cada um é patrocinado por uma marca de cerveja mais gostosa que a outra.

Os balcões ficam então lotados de "bebuns" (ou "wannabe bebuns"), sentados em mesas enormes (daquelas de picnic), batendo canecos lotados de cerveja e com umas bandinhas tocando músicas típicas no centro do grande salão, como se estivessem em coretos de pracinhas de cidade do interior. Pegou a imagem?!!

Eu falei bebuns sentados? Esqueçam!! No auge da manguaça, é um tal de subir nas cadeiras, nas mesas.... Velhos, jovens...TODOS, sem exceção!


Eu falei músicas típicas? Esqueçam!!! No auge da manguaça (que deve afetar certamente os músicos da bandinha tb!!), rola até rock n’roll pesado (AC/DC, Iron Maiden etc.). Um verdadeiro barato!!




E do lado de fora dos galpões, a festa come solta. É muita gente!! Muita gente circulando!!
Azaração rolando, claro!! Bebuns cambaleando, claro!!

Confusão??!! Brigas?? Problemas com transporte? Lixo?
Zero!!!
Organização alemã perfeita!!!....mais um gol da Alemanha!!! rsrsrs

Allianz Arena - casa do Bayern de Munique

A festa então rola o dia inteiro, por cerca de duas semanas, e alcança o clímax durante a noite. 

E onde fica Munique nisso tudo?


A bela cidade serve de pano de fundo perfeito para a diversão na festa!

Mas, afinal, é ou não roubada visitar a cidade na oktoberfest?
Dá para conhecer bem as atrações turísticas da cidade nessa época?


Definitivamente, não é roubada! Muito pelo contrário!
Como eu falei, a cidade parece ficar bem mais alegre! E as lotações causadas pela horda de turistas (alemães e não alemães) são bem acomodadas pela cidade que tem infra suficiente para suportar o excedente sazonal da “demanda” pelos seus encantos.Viva a boa infra de mobilidade urbana!!


E sim, claro que dá para conhecer muito bem as atrações turísticas. Até com mais gosto!! Sem problemas!! E atrações não faltam!! Veja mais no tópico "O que fazer".

Os próprios bier gartens, invariavelmente lotados nesta época, sempre parecem ter lugar para acomodar mais um nas suas imensas mesas de picnic.


Os hotéis, certamente mais caros nessa época do ano e ponto de maior criticidade em termos de planejamento de viagem, podem ser facilmente substituídos por casas/aptos alugados a preços bem mais em conta. Desde que vc providencie esse aluguel com pelo menos 3 meses de antecedência. Veja mais no tópico "onde ficar".


Então? Tá esperando o que? Prepare logo seu planejamento para a próxima Oktoberfest. Não deixe para última hora!

PROST!!! ( traduzindo: brinde "tim-tim" alemão de boa saúde!!)

DESLOCAMENTOS

Deslocar em Munique é facílimo. A rede de metrô subterrâneos (U-Bahn) e de superfície (S-Bahn) atende todos os principais pontos turísticos, os arredores da cidade e ainda o aeroporto.  


Esta rede também se conecta facilmente com a rede de trens, ou seja, vindo de avião ou de trem, vc estará bem servido.

Veja qual é o metrô mais perto de onde vc vai ficar e o resto é usar o bom senso na hora de pegar os trens. Não há qualquer mistério! Pelo contrário, para variar, há é uma grande inveja brazuca do nível avançado de mobilidade urbana numa grande cidade!


A compra dos tkts é feita com cash ou cartão de crédito em máquinas automáticas nas próprias estações. Como em outro locais da Europa, vc, como turista, pode optar por tkts que valem para um, dois, três ou mais dias e ainda para uma ou mais pessoas. Ah, vale na rede de ônibus e trams também!!


Avalie o que melhor atende ao seu planejamento, estando certo que esta opção de tkt turista é a mais econômica a partir de dois dias de permanência na cidade, principalmente se vc estiver com mais uma pessoa. Há outra vantagem que é a economia de tempo ao evitar compras constantes de tkts.


Não esqueça de validar seu tkt no primeiro embarque e mantê-lo em seu poder (a vistoria pode ocorrer de forma inopinada), notando quando expira. Não há catraca como em outros metrôs da Europa. O que vale ali é sua disciplina consciente para validar os tkts. Olha a "inveja" de civilidade batendo novamente...kkkk

English Garden

O tkt de/para aeroporto é diferente. Um pouco mais caro, pois é fora da área metropolitana. Mas comprado da mesma forma, em máquinas automáticas. Vc nem precisa cogitar outra forma de deslocamento de/para seu hotel. O metrô é disparado a melhor opção!

Só para lhes dar um parâmetro, o partner-day tkt de transporte (válido para grupo de 2 a 4 pessoas) de 3 dias custa 25,9E (preço de outubro de 2014) para todo o grupo.

ONDE FICAR



Se não fosse pela Oktoberfest, diria para vc escolher, de acordo com seu budget, um hotel/casa/apto nas proximidades da Marienplatz, onde tudo acontece. Entretanto, nesse período festivo, os preços das diárias dos hotéis decolam e a região da Marienplatz sofre uma especulação absurda!!! Faz parte da lei de oferta e da procura!


Solução?
A mesma que já venho adotando em várias viagens pela Europa: aluguel de casa/apto por curto período. Sai bem mais barato (mesmo na Oktoberfest!!!), é extremamente funcional e, se vc pesquisar bem, valorizando os comentários dos hóspedes anteriores, praticamente não há erro!


O fato de não ter café da manhã incluído, vc compensa facilmente fazendo compras divertidas nos mercados próximos ou tomando café nos ótimos bares/restaurantes da cidade. É um verdadeiro ganha-ganha!! Tanto é assim que as redes hoteleiras de vários países europeus (Alemanha inclusive) estão se mobilizando para tentar pressionar o governo para sobretaxar de alguma forma esse tipo de serviço (competidor) de hospedagem que está "roubando" a clientela de turistas.


Portanto, minha recomendação para Munique (com ou sem Oktoberfest) é que vc considere com carinho esta opção de aluguel de casas/aptos em curtíssima temporada.
Porém, para hospedagem na época da festa, só não deixe para fazer sua reserva muito em cima da hora. Três a quatro meses com antecedência é o período ideal. Sites recomendados: airbnb, tripadvisor (opção casas) e o próprio booking.com

O QUE FAZER


Sugestão para passeios em dois dias (dicas compiladas de vários blogs e do meu guia DK - Eyewitness Travel)

Dia 1 – siga direto ao foco de turismo até a Marienplatz e aproveite uma das mais belas praças e conjuntos arquitetônicos da Alemanha. É nesta praça que fica o prédio da prefeitura (Neue Rathaus), construído em estilo gótico, e também o famoso relógio de Munique, que toca todos os dias às 11h da manhã e atrai uma multidão de turistas para ver seus bonequinhos dançando ao som da música folclórica bavariana. Acho sem graça, mas como turista, vc vai ter que conferir, certo??!! rsrsrs

Batendo a fome, a dica é caminhar alguns metros até o Viktualienmarkt, uma praça cheia de quiosques que vendem todos os tipos de petiscos e alimentos da região da Bavária. Local ideal para vc provar os quitutes locais, acompanhadas de uma bela cerveja. Os quitutes baseados em carne de porco, com casquinha crocante são imperdíveis! Esqueça um pouco o colesterol!! Vc está de férias!! kkkk

Viktualienmarkt
Pertinho desse mercado, fica a Igreja de São Pedro (Alter Peter), uma das igrejas do centro da cidade cuja torre está aberta à visitação.  Do alto desta igreja, depois de subir uma longa escadaria (que é cansativa, mas vale a pena!!), você consegue ver a Marienplatz de frente, a Frauenkirche (uma das igrejas mais emblemáticas de Munique - Cathedral Church of our Lady) e, se der sorte com o tempo, na linha do horizonte, o estádio de futebol Allianz Arena.


Depois siga caminhando até o Sendlingertor, um antigo portal da cidade que hoje concentra vários biergartens bem animados. De lá, continue caminhando até a Karlsplatz. É nesse trecho que começamos a perceber a transição da Munique antiga para a Munique mais moderna. 

Da Karlsplatz, é a vez de seguir até a Frauenkirche, passando pela Bürgersaalkirche e pelo famoso restaurante da Augustiner, uma das cervejarias/restaurantes típicos da cidade. Faça um bom rango ali regado a uma boa cerveja, antes de seguir até a Odeonplatz para conhecer a Theatrine Church, outra famosa e bela igreja, a casa de Óperas da Bavária e os jardins do Hofgarten.

Augustiner Brau

Dia 2 - Tire esse dia para conhecer outros lugares bacanas que merecem entrar no seu roteiro. Escolha de acordo com seu perfil de turista. Algumas opções:  castelo NymphenburgOlympiapark (complexo que recebeu parte das Olimpíadas de Munique), o famoso e emblemático Museu da BMW, o Museu de Ciência e Tecnologia e a emblemática Allianz Arena (estádio de futebol onde o Bayern de Munique manda seus jogos). Para quem é fã de futebol (como eu!!), ainda é possível fazer um tour guiado pelo interior do estádio e comprar souvenirs do time da casa. Para terminar o dia respirando ar puro, vá até a Chinese Tower, no English Garden, e aproveite para tomar mais algumas cervejinhas e comer pratos típicos alemães antes de voltar para seu hotel. Neste parque, não deixe de visitar o lado "sul" , onde surfistas competem nas águas gélidas de Eisbach desde 1972. Porém, só em 2010 as autoridades resolveram permitir a prática do surf naquela região. Surreal!! 


Detalhamento das atrações:


- Marienplatz: É o ponto central e mais importante da cidade. 


É onde fica a Neue Rathaus (prefeitura da cidade). Neue Rathaus: É um prédio espetacular por sua arquitetura. É onde fica o relógio daqueles que tem bonequinhos que andam e tocam os sinos. Na torre do relógio, às 11h e às 17h, os sinos tocam e começa a apresentação de bonecos que dançam ao som de músicas folclóricas, como a Dança do Tanoeiro, encenada pela primeira vez em 1517 para alegrar a cidade que temia a peste negra. 

- Alte Peter (St. Peter’s Church): É uma das principais igrejas de Munique. Na minha opinião é de sua torre que há a vista mais linda da cidade porque você consegue ver a Marienplatz de frente e ainda pode ver a Frauenkirche de lá. 


- Frauenkirche : Essa é a principal catedral da cidade e sua torre é a mais alta de todas. Ao seu redor há várias lápides dos túmulos que lá se encontram. Também é possível subir até o topo de sua torre, mas a vista não é tão bonita quanto a de St. Peter. Até pouco tempo, nenhum prédio de Munique podia ser mais alto que a torre desta catedral. A lei já caiu, mas ainda são poucos os prédios mais altos que ela.

Asamkirche
- Residenz, o maior palácio urbano da Alemanha. Destaques: Antiquarium, uma câmara abobadada com maravilhosos afrescos que foi construída no século 16 para abrigar a coleção real de antiguidades. Nibelungesäle ou Salas dos Nibelungos, uma série de cinco salões decorados com afrescos com cenas do épico medieval alemão A Canção dos Nibelungos.. 



Na Schatzkammer, estão as câmaras do tesouro que abrigam joias e objetos preciosos, como a coroa dos reis bávaros. A Sala das Relíquias é muito curiosa. Reúne a coleção valiosa de relíquias religiosas dos Wittelsbach. Há ossos e até um esqueleto inteiro de uma criança. Na metade do percurso, há a opção de fazer um trajeto mais curto. Se neste momento você já estiver cansado, opte por este trajeto, pois o trajeto longo faz jus ao nome.A visita encerra com a belíssima Galeria dos Ancestrais, repleta de quadros com os homens e mulheres da dinastia Wittelsbach. Tkt: 7E

Residenz

- Asamkirche: pequena igreja, estilo barroco, extravagante, belíssima, toda decorada em ouro


- Biergartens (beer gardens / jardim de cerveja :P): Sabe a mania do brasileiro de fazer happy hour, tomar uma cerveja na praia ou coisa parecida? Então, os biergartens de Munique tem o mesmo propósito e há inúmeros deles pela cidade. São ótimos lugares para passar horas conversando. No verão então até as 22h é possível ver gente neles. Praticamente qualquer lugar que tenha bancos, em que haja cerveja por perto e que seja a céu aberto é um biergarten. Até dentro dos restaurantes há biergartens. Dentro da Hofbräuhaus, por exemplo, também há um biergarten.



- BMW Welt e Museum: Esses são os museus da BMW que, para quem não sabe, é uma empresa de Munique (Bayerische Motoren Werke). Inúmeros carros da marca noBMW Welt (ou World se preferir). Ideal para crianças/adultos que gostam de belos carro. Tkt: 9E.

Surf no rio

- Hofbräuhaus: Uma das cervejarias mais famosas da cidade. Vale a visita mesmo que você não vá comer ou beber por lá.


- Englischer Garten (English Garden): É um parque, estilo Central Park de Nova York, mas  muito maior. Desça na estação do metrô Universitá, ande um pouquinho até a entrada do parque e siga o fluxo. Não tem erro!  Sugiro alugar uma bicicleta e passear por ele. Chinese Tower: A torre em si não é nada de mais, mas é o point para os alemães e turistas tomarem uma cerveja, comerem linguiça e chucrute. É o mais conhecido biergarten da cidade. 


- Surf no Rio - Completamente SURREAL!! Surfistas competem nas águas gélidas de Eisbach desde 1972. 


- Hofgarten: É um jardim dentro do palácio real.


- Deutsches Museum: Esse é o maior museu de ciência e tecnologia de Munique e, quem sabe até da Alemanha. Mas nele não estão obras de arte, pois seu foco é em ciência e tecnologia. Quase como o Science Museum de Londres. O museu é enorme e eu levei umas 2h para passar por ele todo. Gostei muito da parte de engenharia de computação, telecomunicações, criptologia, aviônica etc. Tkt: 8,5E/pessoa


- Viktualienmarkt: É o mercado central deles. Lá você encontra inúmeros tipos de linguiças e outras comidas típicas. É o local ideal para uma pausa para o almoço, lanche da tarde, happy hour. 


A melhor dica é o Zecker Bissen, que fica logo no começo do mercado, no extremo canto esquerdo, para quem vem da Marienplatz.


Lá, degusta-se o delicioso krustenbraten, um sanduíche de pão francês com uma generosa fatia de carne de porco grelhada com a casquinha bem crocante. DELICIOSO!! Haja colesterol!! O preço do sanduíche depende da quantidade de carne, que é cortada e pesada na hora. Fica ainda mais gostoso com molhos que se pode despejar sobre o porco à vontade.


Bem pertinho do mercado, está o Schrannenhalle, um antigo celeiro do século XIX que foi transformado num aglomerado de tendas de comidas e artesanatos. O andar inferior é inteiramente dedicado ao delicioso chocolate Milka. Comprei muitos chocolates baratos por aqui!! Vale a visita!!


- Olympiapark: É uma região onde ocorreu os jogos olímpicos de Munique. É uma área bem verde e bonita de se caminhar, porém com uma história associada que não traz boas lembranças (lembram do atentado aos israelenses?!!). 


- Bavarian State Opera: É onde se apresenta a Ópera de Munique.

- Welser Küche: Esse é um dos bares/restaurantes em que Hitler começou a montar suas teorias e fazer sua revolta. Hoje ele é um restaurante em que dizem ser necessário comer como na era medieval, sem talheres e com maus modos.

- Pinakothek der Modern: É um museu de arte moderna. Alte e Neue Pinakothek: são museus de arte com poucas salas, o que permite que sejam visitados em pouco tempo.

- Allianz Arena: Casa do Bayern München. Há um tour pelo estádio para os amantes do futebol. Visitors can purchase tickets for the FC Bayern Erlebniswelt and Arena Tours in the foyer of the FC Bayern Erlebniswelt on Level 3. Address: FC Bayern Erlebniswelt - Allianz Arena, Ebene 3, Werner-Heisenberg-Allee 25 80939 München. 



Para ir: Take the S-Bahn from Munich Main Station or Munich East Station to Marienplatz, a central transfer hub. From there take the U6 underground line (in the direction of Garching-Hochbrück) to Fröttmaning. The travel time from Marienplatz to Fröttmanning is approximately 16 minutes. Then walk to the stadium via the Esplanade, pass through the turnstiles at the south main entrance (Haupteingang Süd) and follow signs to FC Bayern Erlebniswelt/ Arena Touren. The walk takes 10-15 minutes.

- Sendlinger-Tor e Karlsplatz - Dois portões do centro de Munique. Se olharem no mapa, irão perceber que seu centro histórico tem praticamente 4 saídas (portões ou TORs) principais. 


O Sendlinger-Tor é menos conhecido, mas igualmente animado no verão com seus beergardens/biergartens abertos e a Karlsplatz, esta já muito conhecida e visitada, tanto por sua beleza quanto pela localização. Ambos ficam apenas a alguns metros da Marienplatz e de todo o burburinho. 

Karlsplatz
No caminho entre o Sendlinger-Tor e a Karlsplatz, passa-se pelas igrejas Kreuzkirche e St. Anna Damenstiftskirche. Bem ali na Karlsplatz está uma das lojas de brinquedos mais famosas da cidade, a Obletter.


 - Schwabing e a Leopold Strasse: Na saída do Jardim Inglês, avenida larga e arborizada do moderno bairro de Schwabing, um dos bairros de maior renome da cidade. Siegestor, a Porta da Vitória, inspirada no Arco de Constantino. Ali marca o fim do bairro e a chegada a uma outra área nobre do centro antigo.

- Max-Joseph Platz, o Teatro Nacional de Munique chama a atenção. Em sua fachada, esculturas dos Leões da Baviera.


- Museu da Cerveja e da Oktoberfest. O museu fica na Sterneckerstrasse 2. Ingressos a 5E adultos ou 9,5E com degustação de cerveja no Museu da Cerveja. No museu da Oktoberfest, o ingresso custa 4E. Abre de terça a sábado das 13:00-18:00. Mais sobre o museu: www.bier-und-oktoberfestmuseum.de


Shopping - Neuhauser Strasse e Kaufinger Strasse principais ruas de comércio da cidade. As duas são um largo calçadão de pedestres repleto de lojas (Zara, H&M, Esprit, Mango, Berskha). Outras ruas de comércio importantes por ali são a Pettenbeckstrasse, a Weinstrasse, a Maximilianstrasse e a Residenzstrasse. Estas duas últimas são as mais glamourosas, repletas de lojas de grifes e finos cafés. Sport Scheck, na Sendlingerstr


Restaurantes
Paulaner im Tal, da cervejaria Paulaner. 

Ratskeller: fica na parte de baixo da Neue Rathaus na Marienplatz! A comida é boa e não é cara. É um restaurante para turistas, mas também é frequentado por alemães. 

Hofbrauhaus
Hofbräuhaus: Esse é o restaurante da cervejaria mais conhecida da cidade. Dentro dele vc vai encontrar muita cerveja (canecas de 500ml para os fracos e de 2l em forma de bota para os machões), uma bandinha tocando e muito joelho de porco (eisbein). O restaurante também é enorme, tem vários andares e ambientes e está sempre cheio. Um restaurante tanto para turistas quanto alemães. 


Augustinerkeller, um restaurante/biergarten frequentado por muitos alemães. Comida muito boa, cerveja ótima, ambiente bacana. 


Para jantar, outros restaurantes tradicionais: Löwe am Markt, da cervejaria Löwenbräu, o Zum Augustiner, que fica entre a Marienplatz e a Karlsplatz. 


Comidas na Oktoberfest
Brezn: pãozinho tradicional da Baviera, combinação perfeita com uma gelada cerveja. Dentro das cervejarias eles são vendidos pelas “Brotfrauen”, senhoras vestidas à caráter carregando enormes cestos cheios de brezn fresquinhos e quentinhos; 
Wiernhendl: o famoso frango da granja assado. 
Steckerefisch (peixe no espeto): coberto com manteiga que o deixa muito crocante; 
Ochs vom Spiess (boi no espeto); 
Eisbein mit Sauerkraut (joelho de porco com repolho azedo); Salsicha com chucrute; marrecos na grelha; 
Wiener Schnitzel: os filés de porco empanados; 
Leberkäse: carne com especiarias; 
Käseknödel: massa com recheio de queijo 
Zwiebelkuchen: bolos de cebola; 
Bratwurst (salsichão assado). Se prepare para as delícias doces: amêndoas torradas; 

Lebkuchenherzen (pão de mel com formado de coração): uma lembrança muito procurada para levar para casa; 
Apfelkuchen (torta de maçã): sempre acompanhada por um creme de baunilha ou sorvete;
Rahm-Schmankerl - espécie de esfiha aberta de queijo com bacon muito saborosa. 
Batzda: queijo amanteigado


Amigos, espero que tenham gostado!
Fiquem com as seguintes dicas:
1) se quiserem conhecer a Alemanha, comecem por Munique!!
2) Utilizem Munique para dar uma esticada e fazer a famosa "ROTA ROMÂNTICA", motivo de outro post.