domingo, 28 de agosto de 2016

UM ROTEIRO DOS SONHOS: ROMA, CAPRI, COSTA AMALFITANA, ZAKYNTHOS, KEFALONIA E ATENAS

CAPRI

A PRIMEIRA PARADA DE UM ROTEIRO DOS SONHOS

Se vc é uma daquelas pessoas que começa a viajar quando inicia o planejamento do roteiro de sua viagem, não tenho dúvidas que vai curtir os posts dessa "trip de sonhos".



E por falar em sonhos, quando comecei a planejar esta viagem, um só pensamento "martelava" a minha cabeça. Era o seguinte: 

"UM SONHO QUE VC DEIXA PARA TRÁS É UM PEDAÇO DO SEU FUTURO QUE DEIXA DE EXISTIR (Steve Jobs)"


Não sei quanto a vocês, mas quando tenho um sonho que faça sentido (coisa rara!! ;-) ), se estiver ao meu alcance ($$), corro desesperadamente atrás de realizá-lo. Não quero ficar sem futuro...kkk
Tirando a brincadeira, Jobs estava mais que certo, né não?

Águas cristalinas em todo lugar
Então.....
Foi justamente a realização de sonhos que me motivou a planejar essa viagem.
Sonhos de conhecer o melhor que o mundo tem a oferecer.

Lake Melissani - Kefalonia

E quer saber o melhor de tudo?
Graças a um bom planejamento, dá para colocar qualquer sonho de viagem ao seu alcance, gastando (relativamente) pouca grana! ACREDITE!!

Não acreditou?
Ok. Vou tentar te provar.

PLANEJANDO O ROTEIRO

A historinha é a seguinte:
Já me dava por satisfeito por ter tido a oportunidade de visitar os spots principais da Itália, ou seja, aqueles que fazem parte do "turismão" padrão na "velha bota", tipo assim (imitando a minha filha): Roma (post roma aqui), Florença, Veneza, Pisa, Napoli, Pompéia, Capri e Milão. Todos citados são lugares belíssimos, adoráveis e que valem, certamente, várias visitas.

Da mesma forma, com igual satisfação, já havia visitado os lugares mais famosos da Grécia (Atenas, Santorini e Mykonos). Confesso que já estava bem feliz e grato "ao cara lá de cima" por essas oportunidades nesses dois países.

Mas, eis que numa nas minhas muitas navegadas em blogs de turismo pela Internet, me deparo com umas fotos ALUCINANTES da praia de Navagio Beach em Zakynthos. PqP!! "Pirei" na hora!! Os barcos pareciam flutuar....

Zakynthos....E não é que parecem flutuar...fui conferir com meus próprios olhos!!AMAZING!!

Surreal, a beleza do lugar! Que água!! Que azul!!
Tenho que conhecer! Tenho que realizar esse sonho!!! Sensacional!

Mas que ilha é essa? Onde fica? Por que ninguém fala muito nela? Como chegar lá?

Aí, fuça daqui, fuça de lá, me deparo com posts não só sobre Zakynthos (ou Zante), mas também sobre a ilha ao lado, Kefalônia.

Navagio - Zakynthos

Então, me lembro que Kefalônia era a tal ilha que havia servido de locação para o ótimo filme "Captain Corelli's Mandolin" (filme com Penelope Cruz, Nicolas Cage, Cristian Bale etc). Um local com praias fantásticas que também sonhava conhecer desde que vi esse filme.

Praia Antissamos - Kefalonia

E por falar em filme, como não falar do inesquecível "Sob o Sol da Toscana" (filme com Diane Lane) que tem cenas apaixonantes na própria Toscana e na famosa Costa Amalfitana.

Positano - Costa Amalfitana
Diante desse quebra-cabeça de sonhos a serem realizados e oportunidades a desbravar, comecei a montar o roteiro. Descartei a Toscana, pois não sou muito fã de vinho (sim, call me crazy!!). Preferi substituí-la por Capri e pela Costa Amalfitana.

Já deu para perceber que eu queria mesmo era praia, né??!!

Capri
Praia só não...muitas praias, ilhas e orlas/visuais de cair o queixo!

Em suma, o cenário ideal estava mais do que montado e a decisão já estava tomada. 
Aí passava ser questão de como...quando...e, finalmente, a pergunta decisiva: será que esse maldito "euro" baixa a cotação? ;-)

Por sorte, ao pesquisar como chegar nas referidas ilhas gregas (Zante e Kefalônia), descobri que havia um vôo baratinho ("low cost" da Vueling) saindo de Roma. Pronto! Fechou! Roteiro decidido! E foi assim...

Mythos - Kefalonia
A jornada começou por Roma (aeroporto de chegada), com um pitstop de uma noite na "cidade eterna", porque ninguém é de ferro e sempre precisamos de uma "birra" italiana para aclimatar... ;-)

De Roma, seguimos de trem para Napoli. De lá, pegamos um ferry rápido (45min) para duas noites na espetacular Capri (tópico deste post).

De Capri, um ferry rápido (40min) para Sorrento. Alugamos um carro (pré-alugado do Brasil) e fomos curtir três noites na magnífica Costa Amalfitana, montando "base" na famosa  Positano, "cidade mais point" da Costa Amalfitana (post Costa Amalfitana).

Positano
Depois de muitos limoncellos e vistas espetaculares (a partir da orla e do mar) na Costa Amalfitana, pegamos a famosa Circumvesuviana (rota de trem) e fizemos um pitstop de uma noite em Napoli Esse pitstop foi sem direito à nova visita em Pompéia/Vesúvio, já que achei o local meio mórbido (cheio de areia/cinza e quente pacas da primeira vez), mas respeito quem goste de ver corpo carbonizado. ;-(

De Napoli, fomos de trem para o aeroporto de Roma para pegarmos o tal vôo "low cost" e rapidinho rumar para Zakynthos, onde passamos três noites inesquecíveis (post aqui).

De Zante (como Zakynthos é conhecida pelos nativos), pegamos um ferry (duração 1h30) para Kefalônia, onde curtimos apenas três noites (podiam ser mais noites, tranquilamente).

Asos - Kefalonia

E, por fim, antes de voltar ao Brasil, um pitstop para revisitar alguns points de Atenas e comprar umas lembrancinhas açucaradas (baklavas) e azeitonas gregas, porque ninguém é de ferro....kkkk

RESUMINDO:
Dia 1 - áereo --> Roma
Dia 2 - Roma-->trem--> Napoli-->ferry--> Capri
Dia 3 - Capri-->ferry-->Sorrento (carro)
Dia 4 - Positano/Amalfi/Ravello
Dia 5 - Positano/Amalfi/Ravello
Dia 6 - Positano/Amalfi/Ravello
Dia 7 - Positano-->trem-->Napoli
Dia 8 - Napoli-->trem-->Roma-->aéreo-->Zakynthos (carro)
Dia 9 - Zakynthos
Dia 10 - Zakynthos
Dia 11 - Zakynthos -->ferry--> Kefalonia (carro)
Dia 12 - Kefalonia
Dia 13 - Kefalonia--> aéreo-->Atenas
Dia 14 - Atenas--> aéreo-->Rio

UFA!!! Que viagem!

Uma coisa é certa: lembrando a citada frase de Jobs mais uma vez, garanti a existência de um bom pedaço do meu futuro realizando o sonho desta viagem.  ;-)


Planejamento brevemente descrito acima, é hora de embarcar comigo e curtir os posts que fazem parte desse roteiro. Espero que gostem e se motivem a viajar!!!

Punta Carena

Este primeiro post é sobre CAPRI.
Farei outros posts da viagem (Costa Amalfitana, Zakynthos e Kefalonia).
O de Atenas já faz parte do blog (leia aqui).

COMO CHEGAR (CAPRI)

Tem muita gente boa que vê Capri como um destino de "bate-volta" a partir de Napoli, Sorrento ou mesmo de Positano.
Saída de Napoli de ferry
Existe uma série de passeios "guiados" a partir dessas cidades ou mesmo a partir de Roma. 
É possível o "bate-volta"? É. Então, vale a pena?
Pessoalmente, acho que não. Considero um pecado não ficar pelo menos uma noite (o ideal são duas noites) em Capri. Por que? 

Chegada em Capri - porto de Marina Grande

Primeiro, porque se não ficar ao menos uma noite, você fatalmente vai se sujeitar a fazer os melhores passeios nos horários de pico turístico, junto com uma horda de turistas "furiosos" que chegam em Capri, a partir de ferry originados de uma das mencionadas cidades. Invariavelmente, eles chegam juntos lá pelas 10:00/11:00 e deixam Capri lá pelas 19:00 (horário das últimas barcas).

Dá para não gostar??
Desse jeito, tudo fica mais cheio e mais confuso, pois os turistas são guiados em bloco para as principais atrações (estilo "gado") tornando impraticável qualquer desvio do roteiro padrão.
Acredite, vc vai querer desviar... ;-)


Segundo, porque a noite na ilha oferece um ambiente agradabilíssimo, seja em Capri ou Anacapri, para vc desfrutar de bons passeios a pé, comer num bom restaurante ou mesmo para curtir um por de sol e uma noitada num clima romântico no seu hotel. Deixo sua imaginação pensar no resto...kkkk

Ruelas de Capri
O site para horários dos ferry de/para Capri é: http://www.capri.net/it/orari-traghetti

Não precisa reservar (pelo menos não em junho).

Mar de Capri - curta ao longo do passeio de barco
Tem ferry sobrando e horários sobrando, principalmente de Napoli. Não sei dizer se em julho/agosto precisa de reserva. Acho que não, pois os ferries são imensos e há saídas frequentes.
Preço: 19E (em jun 2016, saindo de Molo Beverello, Napoli).

ONDE FICAR

Se vc optar por ficar pelo menos uma noite, poderá se hospedar em Capri ou Anacapri.

Il Giardino Dell'Arte - nosso hotel em Anacapri 
Em Capri, a hospedagem é geralmente bem mais cara. A vantagem é que vc estará próximo de Marina Grande (porto principal de chegada/saída e de onde parte a maior parte dos passeios de barco ao redor da ilha).

Il Giardino Dell'Arte - nosso hotel em Anacapri 

Vc também estará próximo da Piazzeta (praça principal da ilha), local onde se concentra um número maior de opções noturnas de restaurantes.

Restaurantes em Capri
Em Anacapri, além do preço mais em conta, vc vai encontrar uma atmosfera mais "local", um clima mais "caseiro"e nem por isso menos rico em boas opções noturnas e bons hotéis.


Optei por um hotel muito elegante (Il Giardino Dell"Arte) e charmoso em Anacapri, seguindo as boas avaliações do booking.com.

Il Giardino Dell'Arte - nosso hotel em Anacapri 
Capri não é uma cidade barata (muito pelo contrário), é coisa de jet set internacional...kkkk...mas como sabia que ia economizar em outras hospedagens no roteiro, aqui, eu "abri a mão".  E valeu muito a pena! Ótimo atendimento, ótimo quarto, ótima vista, ótimo café, por do sol incrível....enfim, hotel honeymoon style!! 
Por do sol visto da varanda do hotel

COMO SE DESLOCAR

Só há três maneiras: busum , aluguel de scooters ou by foot.
Carros, além dos poucos dos moradores, são proibidos na ilha!
Taxis são caríiiiiissimos...esqueça!

Melhor opção - ande, sempre que possível. Muito agradável!
Desisti dos scooters quando percebi as ruas estreitas e a direção louca dos motoristas locais, principalmente dos motoristas de ônibus que tiram "fino" dos pedestres...imaginem das scooters.


Andar de ônibus é muito fácil. As poucas rotas e os preços estão nos mapas a seguir (obs: não se guie pelas cores e sim pelos pontos terminais e as dicas descritas abaixo).


Os ônibus são bem pequenos (quase vans), já que as ruas são bem estreitas.
Invariavelmente, viajam bem cheios, mas como os percursos são de curta duração (15 a 20min), é super tranquilo. Aliás, esse é mais um dos motivos para vc fugir do roteiro padrão dos turistas.

Belíssima
O terminal de ônibus de Capri está localizado na Piazza Martiri d'Ungheria (ao longo da Via Roma perto da Piazzetta). 
O terminal em Anacapri está localizado na Piazza della Pace (também conhecida como "Piazza Cimitaro").

Dica importante do site capri.net: "If you are taking the bus from Anacapri towards Capri and there is a long line at the Piazza Vittoria bus stop, walk up Viale De Tommaso to board the bus at one of the preceding stops"


Existe um funicular (bondinho sobre trilhos) que faz o caminho quase vertical de Marina Grande para Piazzeta e vice-versa. Mesmo custo dos ônibus.

O QUE FAZER

As várias opções de passeios de barco, as atrações turísticas principais e várias outras dicas de restaurantes, hotéis, trilhas de hiking, praias, lojas etc., vc pode encontrar no ótimo site http://www.capri.net/.



O mais difícil é fazer um roteiro que concilie o melhor de Capri com o pouco tempo que vc geralmente dispõe e ao mesmo tempo tentando fugir do roteiro padrão dos turistas que não dormem na ilha. 



Meu conselho: recorra ao site e faça o seu roteiro, de acordo com seus interesses. Inclusive, se quiser, vc pode até enviá-lo para o site que o pessoal rapidamente analisa e te dá boas dicas em retorno.



Aí vão as atrações/passeios que considero imperdíveis:

a) Passeio de barco ao redor da ilha. Existem várias opções de passeios de barco: particulares, em grupo, by yourself etc. 
Riding around the Island - rent/drive your own boat
Se vc decidir fazer o passeio grupal, vai pagar mais barato, vai dar a volta completa na ilha, mas praticamente não para em ponto algum. 



Já se decidir pelo passeio privado com skipper (motorista de barco particular), vc vai pagar (bem) mais caro, mas vai poder parar onde quiser e ainda ter as melhores dicas sobre as curiosidades ao longo do passeio. 
Faragliones - curtição passar no meio do barco
A opção "pilote o seu próprio barco" tem as vantagens de parar em qualquer lugar (vc faz seu passeio) e é a opção intermediária em termos de preço. Custava 90E/2h ou 120E/3h, alugando na "Marina Grande/Capri Boat's private jet Banana sport" 


Mar cristalino

Não pense que vc precisa de qualquer conhecimento anterior de navegação para pilotar por conta própria (só pedem sua carteira de motorista!!!!). Saber navegar ajuda, mas não é absolutamente essencial! 

É muito fácil e, na minha opinião, bem mais divertido! 


Passeio de barco - vc é o timoneiro
O barco obviamente não é potente e vem com mini geladeira para colocar suas bebidas. Vc recebe um mapinha com os pontos principais a serem vistos a partir do mar, enseadas onde é possível fundear (largar âncora), umas instruções básicas de navegação e "off you go".


Pare seu barco num cantinho romântico e aproveite "sem moderação"

Pontos imperdíveis ao longo do passeio: a quase imperceptível estátua do Scugnizzo (uma estátua sorridente que dá as boas vindas aos visitantes de Capri), as Grutas do Coral, a Gruta Branca, Arco Natural, o farol de Punta Carena, a baía de Marina Piccola, a Gruta Verde, a entrada da Gruta Azul (não recomendo conhecer pelo mar) e o clímax do passeio que é passar por dentro das três famosas rochas no mar, símbolos de Capri, as Faragliones


Scugnizzo

b) Passeio pela Piazzeta (praça principal de Capri) - o charme de Capri no seu ponto central. Tudo é caro por ali, mas a vista é fantástica.


Piazzeta
c) Passeio pelas belas ruelas e lojas que cercam a Piazzeta - a elegância e a sofisticação que traduzem o bom gosto italiano. Como os preços assustam, uma boa pedida é um gelato e o famoso people watching, sentado num café ou numa mureta qualquer.




d) Passeio pelos Jardins Augusto e via Krupp - por 1 euro apenas, vc passeia por pequenos jardins muito bem cuidados, floridos e que oferecem vistas panorâmicas fantásticas. 


Azulejos -jardins
Jardins Augusto
Infelizmente, a sinuosa escadaria da via Krupp que vai dar na Marina Piccola estava fechada para reforma, mas dá para ter uma visão da escadaria lá de cima. 


Via Krupp - escadarias com lindo visual a partir dos Jardins Augusto

e) Praias: Punta Carena, Marina Piccola, Marina Grande (no canto, após o fim do porto). 


Marina Piccola
São praias diferentes, sem areia, mas que oferecem locais ótimos para bons mergulhos e curtir um solzinho sossegado. Vale escolher pelo menos uma para dar um "tchibum".


the boatman @ Grotta Azzura
f) Gruta Azul (Grotta Azurra) - meio clichê, há quem não goste, um pouco caro para o que é, mas acho que vale muito pelo visual e pela experiência única. 


Blue..Azzurra...no filter
A melhor forma de visitar a gruta é ir de ônibus até o local de onde saem os barcos, pois a demora é bem menor para entrar na gruta do que vindo do mar.


Gruta a partir de terra é a dica!!

g) Monte Solaro - Teleférico a partir de Anacapri. 



Vistas ótima de toda a ilha (Anacapri e Capri) lá de cima. 



Se preferir, pague só a subida (8 euros) e desça andando pela mata. A descida a pé é um pouco cansativa, mas é um bom exercício. 


Nevoeiro lá de cima do Monte
Cuidado para escolher bem o dia/hora de subida no Monte para evitar nevoeiros que limitem a visão.


Descemos a pé e fomos curtindo a vista - preparo físico em dia ...kkk

h) Passeio pelas belas ruas, praças e igrejas de Anacapri - as ruelas de Anacapri que levam a escadaria fenícia são ótimas para um passeio. 


Painel - ruela Anacapri

As igrejas de Santa Sofia e San Michelle são bonitas por fora e por dentro a de San Michele oferece um enorme piso de azulejos majólica, típico de toda região do sul da Itália.


azulelos majólica

i) Belvedere Tragara - ponto ótimo para a  melhor vista panorâmica das três rochas Faraglioni, símbolo visual de Capri



j) Escadarias Fenícias (Scala Fenicia - Phoenician Steps) - visual lindíssimo ao longo de 921 degraus de escada no percurso que corta caminho entre Anacapri e Marina Grande em Capri. Haja preparo físico e joelhos! Mas, se vc estiver bem no fitness, vale muito a pena. Saquem o visual!!!


Scala Fenicia
Escadarias Fenícias ligam Anacapri a Marina Grande - corta caminha pela montanha 
k) Um gelato ou uma dose de limoncello em qualquer lugar - de preferência fazendo "people watching"
Gelateria em Capri - perto da Piazzeta
limocello - caipirinha italiana (vale muito a pena provar)

Aí vai meu roteiro para servir de ajuda:

- primeiro dia (manhã) - trem Roma (8:49)-->Napoli (10:36). Taxi da estação trem Napoli --> porto Napoli (Molo Beverello). Barco Napoli (11:35) --> Capri (12:20). Transfer para Anacapri feito pelo hotel (reserve o seu, pois andar de malas nos ônibus não é boa ideia) . Checkin.

"Praias" de Capri
- primeiro dia (tarde) - Já que o dia estava ensolarado, por conselho do gerente/dono do hotel fomos fazer o passeio de barco à tarde mesmo. 


Passeio de barco 
Vantagens: menos barcos na água, menos turistas, mais locais tranquilos para vc parar o barco, curtir a paisagem ou dar um bom mergulho. 


visual ao longo do passeio de barco
Desvantagens: à tarde, tende a ter mais vento. No meu caso, isso nos impediu de dar a volta completa ao redor na ilha. O que não chegou a ser um problema, já que os locais interessantes estão apenas nas enseadas que ficam na parte da ilha mais protegida do vento.



 - primeiro dia (fim de tarde e quase noite)Após o passeio, pegamos o funicular e subimos para Piazzeta


Piazzeta
Andamos e nos perdemos de propósito pelas ruelas de Capri, suas belas lojas e restaurantes. Paramos para um gelato estratégico. 


Visual a partir da Piazzeta

Seguimos para o Belvedere Tragara e depois para os Jardins Augusto/Via krupp, com bela vista de Marina Picola. 


Marina Picola vista do mar

Retornamos à Piazzeta e pegamos um ônibus de volta para Anacapri. Antes de chegar de volta ao hotel, passeamos um pouco e no caminho compramos uns irresistíveis petiscos (birra/cerveja italiana, prosciutto, queijo grana padano parmesan etc.) e fomos curtir o belo por do sol (lá pelas 21:00 em junho) na varanda de nosso agradável hotel.   


Arquitetura italiana em Capri
- segundo dia (manhã) - depois de um revigorante café da manhã, fomos para o Monte Solaro. Na volta, fomos de ônibus para Gruta Azul. Entramos rápido na gruta e agradecemos por ter ido de ônibus, já que os barcos faziam fila para entrar pelo mar. Lembram do turismo selvagem que falei?



- segundo dia (tarde/noite) - Voltamos de ônibus para Anacapri, passeamos um pouco mais, experimentamos limoncello (compramos algumas balinhas derivadas da fruta), almoçamos e escolhemos curtir o sol pegando uma "praia" em Punta Carena


Farol de Punta Carena
Já quase de noite, jantamos em Anacapri e fomos descansar no hotel...sol cansa...kkkkk.


Via Krupp vista do mar
- terceiro dia (manhã) - acordamos cedo. Pegamos o transfer para Marina Grande, tendo o dono do hotel como motorista. Aliás, Franco, o dono do hotel, é um capítulo à parte em termos de simpatia e hospitalidade. 


Marina Grande ao fundo - vista da escadaria fenícia

Ele tem o prazer de contar tudo sobre a ilha para seus hóspedes, enquanto dirige "loucamente" sua mini-mini-mini van pelas ruas de Capri e Anacapri. De Marina Grande, partimos de ferry para Sorrento. E lá começou a fase "Costa Amalfitana"  da viagem que vc pode acompanhar aqui (post Costa Amalfitana) .

Espero que as fotos e o longo post (sorry!!) os motivem um pouco...só um pouco a conhecer essa bela ilha.








Se curtiram, sigam os próximos posts dessa viagem.
O post 2 vc encontra nesse link: (Costa Amalfitana)